Grandes empresas investem para mostrar que a sustentabilidade é um conceito coletivo

estúdio correio
14.06.2023, 09:00:00
Ateliê Criativo patrocinado pela Braskem promove geração de renda por meio da reciclagem do plástico (Foto: Divulgação)

Grandes empresas investem para mostrar que a sustentabilidade é um conceito coletivo

Ações voltadas para cuidado com o meio ambiente e desenvolvimento econômico buscam desenvolver comunidades

Nos últimos anos muito tem se falado em sustentabilidade nos mais variados campos sociais, principalmente no ambiente corporativo. Considerado um conceito de responsabilidade coletiva, a sustentabilidade envolve ações que buscam equilibrar as necessidades atuais da sociedade com a preservação de recursos e desenvolvimento econômico para as gerações futuras, reconhecendo que o sistema global que nos interliga, faz com que as ações de um grupo ou comunidade tenham fortes impactos sobre outras pessoas, regiões e até mesmo sobre o planeta como um todo.

No campo dos negócios, empresas tem se mobilizado para integrar práticas sustentáveis aos seus processos e entregar resultados que demonstrem não só o compromisso com o futuro, como o efeito imediato das suas ações no presente.

Na Bahia, diversas companhias tem direcionado esforços para ampliar os conceitos de sustentabilidade, principalmente para comunidades em condição de vulnerabilidade social. Exemplo disso é a Braskem, empresa petroquímica que ao longo dos anos vem empreendendo diversos esforços através de projetos sociais como o Ateliê Criativo que contemplará 60 jovens e adultos de Camaçari, na Região Metropolitana de Salvador (RMS), com a oportunidade de aprender a gerar renda por meio da reciclagem do plástico.

De acordo com coordenador do projeto Thiago Catelani, os participantes do projeto terão acesso a um laboratório completo, equipado com ferramentas elétricas e manuais, computadores e softwares relacionados a design, além de máquinas, como trituradora, injetora, prensa fria e forno.  Através destes equipamentos, tampinhas plásticas e outros resíduos de plástico serão transformados em porta-copos, banquinhos, chaveiros e fruteiras, que poderão ser comercializados posteriormente.

“O Ateliê Criativo é uma iniciativa de enorme importância, pois através dele conseguimos abrir os horizontes das comunidades para gerar renda ao mesmo tempo em que contribuem para o meio ambiente”, explica Tiago. “É fundamental a parceria de uma empresa do porte da Braskem em um projeto que permite levar os conceitos de economia criativa e principalmente de sustentabilidade para locais onde as pessoas, na maior parte das vezes, não tem acesso”, completa.

A gerente de Relações Institucionais da Braskem na Bahia, Magnólia Borges afirma que a Braskem tem fortalecido, a cada ano, a missão de buscar contribuir com o desenvolvimento sustentável das comunidades onde está inserida, atuando como um agente de transformação. “Por meio desses projetos, procuramos desenvolver projetos socioambientais que promovam um impacto significativo nas comunidades, favorecendo os temas de economia circular, educação e Inovação e empreendedorismo local”, diz. “Nos anos de 2021 e 2022, foram destinados mais de R$ 9 milhões para projetos socioambientais na Bahia. Este ano, estamos promovendo 20 iniciativas em comunidades localizadas em Salvador e municípios da Região Metropolitana (RMS)”, ressalta.

Cultura

O engajamento da Braskem em projetos sociais voltados para a sustentabilidade, segundo Magnólia, também tem provocado um efeito interno, mobilizando um número cada vez maior de colaboradores em ações de voluntariado. Através de um programa institucional, os trabalhadores da empresa são convidados a atuar como agentes de transformação, cuidando das pessoas e fortalecendo as comunidades vizinhas às nossas operações. “O compromisso de melhorar a vida das pessoas não é só da companhia, mas de todos os seus integrantes. Desde 2020, já foram realizadas mais de 450 ações de voluntariado nas comunidades próximas às nossas operações.

Em setembro do ano passado, por exemplo, mais de 100 integrantes da Braskem na Bahia participaram de ações de manutenção na Escola Creche Comunitária Emanuel, em Camaçari, durante a Gincana Nacional de Voluntariado. Em alinhamento com os compromissos assumidos pela empresa, a iniciativa potencializa os esforços no desenvolvimento das comunidades, promovendo a melhoria da vida de pessoas em situação de vulnerabilidade por meio do trabalho em conjunto.

Desenvolvimento

Uma outra empresa que tem empenhado esforços para trazer uma contrapartida cada vez mais significativa para a comunidade onde está inserida é a Wilson Sons. A companhia de operação portuária, responsável pelo terminal de cargas de Salvador que já traz em seu histórico a parceria com os Núcleos Estaduais de Orquestras Juvenis e Infantis da Bahia (Neojiba), há 5 anos consecutivos por onde já passaram mais de 7.500 jovens, também recebeu o selo ouro de empresa irmã das Obras Sociais Irmã Dulce por meio do projeto Adote uma Turma, do Centro Educacional Santo Antônio, localizado em Simões Filho onde a OSID é a mantenedora.

Agora, em parceria com A Junior Achievement Bahia e o Instituto Euvaldo Lodi (IEL), a Wilson Sons realizará a Trilha Empreendedora São Joaquim, projeto que vai levar educação empreendedora voltados para os comerciantes da Feira e seus familiares, entre os meses de junho e agosto. O principal objetivo do projeto é fomentar o desenvolvimento sustentável e a visão empreendedora dos comerciantes, além de subsidiar a formação e orientação dos filhos e parentes dos feirantes para a primeira inserção no mercado de trabalho.

Adriana Medeiros, Analista de Comunicação do Tecon Salvador, unidade de negócios da Wilson Sons, destaca que a parceria com a JA Bahia e o apoio do IEL refletem o compromisso em aliar o conhecimento à transformação de realidades através da expansão de horizontes. “A feira de São Joaquim é um patrimônio de extremo valor para nossa gente. Está presente na história, essência, negócios e lares da comunidade baiana. Investir no fomento do empreendedorismo dos profissionais que atuam neste território, bem como contribuir com a formação de seus familiares é uma iniciativa agregadora que impactará, sobretudo, na valorização da mais diversa, rica e potente feira livre da cidade que mora no coração dos baianos”, avalia.

Mentor da JA Bahia, Antonioni Afonso conta que o projeto foi pensado e desenvolvido a partir de programas já executados pela instituição, mas adaptados à realidade social e econômica dos próprios feirantes. Além disso, ele promove uma reflexão sobre o empreendedorismo de rede, de bases comunitárias e de economia solidária na cidade de Salvador. “A Trilha Empreendedores de São Joaquim é uma ação de responsabilidade e impacto social. É o tipo de iniciativa que deveria ser multiplicada em toda a cidade já que Salvador demanda investimentos em políticas públicas relacionadas à empregabilidade dos jovens e, também, processos de aprendizagem destes e dos adolescentes”, destaca Antonioni.

O projeto Mundo Sustentável é uma realização do Jornal Correio, com o patrocínio da Unipar e Braskem, apoio institucional da Prefeitura de Salvador e apoio da Wilson Sons
 

https://correio-cdn2.cworks.cloud/fileadmin/user_upload/correio24horas/2018/01/09/MARCA.png
O Estúdio Correio produz conteúdo sob medida para marcas, em diferentes plataformas. 

***

Em tempos de desinformação, o CORREIO continua produzindo diariamente informações nas quais você pode confiar. E para isso precisamos de uma equipe de colaboradores e jornalistas apurando os fatos e se dedicando a entregar conteúdo de qualidade e feito na Bahia. Já pensou que você além de se manter informado com conteúdo confiável, ainda pode apoiar o que é produzido pelo jornalismo profissional baiano? E melhor, custa muito pouco. Assine o jornal.


Relacionadas